sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

"Não somos os únicos a sofrer.

Quando sofremos, temos a sensação de que a nossa situação é terrível, que no mundo não deve haver pior, que ninguém está a sofrer como nós. 
O sofrimento tem tendência para nos centrar sobre nos próprios e para nos deixar no vórtice de um universo sofredor onde somos campeões olímpicos da desgraça.
Na verdade, por muito terrível que seja a situação em que nos encontramos, não se pode comparar com o que poderia ser. Temos sempre tendência para nos compararmos com aqueles que estão em melhor situação do que nós, ou para nos recordarmos dos bons tempos em que tudo corria bem e estávamos no auge da nossa felicidade, mas também devemos lembrar-nos das pessoas que estão em situações infinitamente piores que a nossa.

Se nos for diagnosticado um cancro e depois nos informarem que se enganaram, não ficamos aliviados e gratos? Do mesmo modo, se conseguirmos perceber que os nossos problemas poderiam ser infinitamente mais graves, também ficaremos gratos por nos ter sido poupado um sofrimento muito mais intenso."

(In "A Alquimia da dor" - Tsering Paldron)


Sem comentários:

Enviar um comentário