quarta-feira, 26 de junho de 2013




Hoje uma amiga pediu-me um contacto de uma pessoa, crendo tê-lo no meu telemóvel, procurei, procurei, procurei e não encontrei...  

Encontrei outra coisa, dezenas de contactos de pessoas com que nunca falei, outros de pessoas que nem sei quem são, e, outros de pessoas com quem já não tenho nenhuma ligação.
Seguindo na onda do minimalismo e do destralhamento (livra-se da tralha desnecessária, conceito muito giro da Rita Domingues de quem vos falei ontem) fiz uma bela de uma limpeza e eliminei todos esses contactos que não utilizo e que muito confortavelmente residiam no meu querido companheiro de comunicações.
Ao terminar a tarefa encontrei o contacto da pessoa que pretendia logo de manha, estava como que camuflado no meio de tanta "tralha" electrónica 

Agora o meu menino está mais leve, tem mais capacidade de armazenamento para outras coisas mais importantes, mas sobretudo está mais prático e funcional!

Neste mundo cada vez mais agitado e atulhado começa a torna-se cada vez mais necessário desfazermo-nos do desnecessário, como costuma dizer o Sr. da Renascença, "Vale a pena pensar nisto




Sem comentários:

Enviar um comentário