quarta-feira, 26 de junho de 2013

Há cerca de um ano atrás, vi na tv uma publicidade do Ikea que me fez refletir bastante (acho até que cheguei a postar a frase aqui no facebook): “atrevete a tener menos cosas” (publicidade algo contraditória uma vez que quando se vai ao Ikea é impossível sair de lá com algumas coisas agarradas às mãos… ).
Nessa altura estava prestes a fazer a mudança para a minha nova casa e deparei-me com caixas e caixas e mais caixas cheias de tralha e sem saber muito bem o que lhes fazer.
A mudança foi feita, as coisas principais ficaram, mas muito do desnecessário ofereci, doei ou simplesmente deitei fora e a verdade é que me senti muito liberta com esse desprendimento. Será que necessitamos assim de tantas coisas para viver?
Cada vez tenho pensado mais no assunto e ontem chegou até mim um artigo publicado no DN (nada é por acaso) com o título “Gente feliz com menos”.


É a história da Rita Domingues, uma bióloga marinha que trocou a vida agitada de Lisboa pelo sol Algarvio de Faro e que tem aplicado este estilo de vida tornando-se uma pessoa cada vez mais livre e feliz.
A Rita também tem um blog muito interessante (busywomanstripycat.blogspot.pt) onde aplica toda esta filosofia de vida e ajuda quem quiser dar os primeiros passos nesse sentido.
Autora de dois livros “ 100 dica fácies para organizar e simplificar a sua vida” e “Guia rápido para simplificar a vida” são dois manuais magníficos que nos ajudam a livrar da “tralha” tanto física como virtual, emocional e mental e podem descarregar-se gratuitamente e diretamente no seu blog: http://busywomanstripycat.com/livros/

Além de toda esta filosofia de vida a Rita também fundou um grupo magnífico no facebook “Bom dia manhãs” onde cada vez mais pessoas tendem a levantar-se cedo para fazer as atividades de que gostam e que sempre propuseram para depois desculpando-se de falta de tempo: http://www.facebook.com/groups/bomdiamanhas/

Fica o desfio: “ATREVES-TE A TER MENOS COISAS?”

Sem comentários:

Enviar um comentário